21 dezembro 2011

"Tanto tempo..."

sensivelmente um ano e meio pediste-me para te avisar quando estivesse sozinha.
Era tudo tão mais fácil quando essa solidão retratava um percorrer o caminho para casa à noite, sem ninguém ao meu lado. Era tudo tão mais simples quando essa solidão não reflectia o meu coração, sem razão aparente.

Nenhum comentário: