06 julho 2013

73

Dou por mim a desesperar-te o bolso onde permanecem partes de mim que teimaram ficar-te.

Nenhum comentário: