11 maio 2009

Tic Tac


Tic tac, tic tac, tic tac…. E lá se vão, seis segundos.
Seis segundos a que a maior parte das pessoas provavelmente não prestou um mínimo de atenção.
Seis segundos, que transformaram a vida de algumas pessoas, pelo mundo fora.
Seis segundos, em que pensei em ti, como nos seis segundos anteriores e assim sucessivamente.
Bastou um segundo, para entrares na minha vida e torná-la na maior das felicidades.
Assim como também bastou um mero segundo, para destruir tudo o que tínhamos vivido.
Hoje, apenas desejo que nos teus 86400 segundos diários, penses em mim por um único segundo. Que ele seja intenso e que te faça lembrar tudo de bom que nos unia.
Que seja alvo de um sorriso teu e que te faça sentir a minha falta.

Por vezes, apenas por um segundo, volto a acreditar.
E todos os segundos penso em como era capaz de te dar uma segunda oportunidade.
Vivemos muito mais que um segundo.
Mas era capaz de dar a alma para voltar a ter-te, por apenas um segundo que fosse.