28 dezembro 2010

DailyDream.


Sitting there, beneath a tree

Wondering: do you think of me?

I do! I screamed, but no one heard.

In ashes turned, my lonely word…

So why should I just go and fight

If it doesn’t feel that right?

I fight against my way of being,

Try to touch your heart and feeling

And fail…

In every kind of way.


As I let my feelings grow

The less emotion did you show.

From day to day we fell apart,

It wasn’t like the very start…

How was I supposed to trust

In all this pretty thing we‘ve got

When all you did was torn apart?

Things shouldn’t have to be so hard.

On his own…

You left my heart alone.


You fell once, I fell twice.

We shouldn’t have to pay the price

For insecurity…


Sitting there, beneath a tree, wondering:

…why aren’t we meant to be??

26 outubro 2010

Preciso-te perto.
Não te prometo conversas longas, mas toda a beleza de um conjunto de letras escritas.
Não te prometo juras de amor, mas um brilho no olhar.
Não te prometo que me esqueci de ti, mas que te sinto cada vez mais.
Não te prometo o mundo, mas a simplicidade do meu coração.
Não te prometo que será fácil, mas que valerá a pena.

Quando tudo ficou claro, tudo ficou distante.
Já não tens medo do que o tempo é capaz de fazer sem o nosso consentimento?
Confesso… foi o tempo que me mostrou a importância do teu coração.
Tarde ou não, se for para ser, perceberás o quanto estas letras são tão tuas.

18 maio 2010

Conversa... ?


- A vida corre bem? E a empresa?

- Óptima! Tem dado imenso lucro, ao ponto de eu estar agora a pensar mudar de
planeta e quem sabe até de galáxia! A Terra já está completamente explorada
pela minha pessoa, já nem lhe vejo encanto algum! Concerteza concordará
comigo!?

- Como a compreendo Dra. ... Por vezes também sinto o mesmo, mas por
enquanto ainda tenho alguns motivos que me mantêm no planeta Terra. E os
seus cães, já comem à mesa?

- Ainda tem motivos? Mas que bom para sí! Achei por bem entregar os meus cães
a uma cliente minha, devido aos leões que ando a criar. Enquanto os felinos
não estiverem domados por completo e se sentarem à mesa igualmente, temi
pela vida dos cachorrinhos... Não vão ser eles confundidos com sandes de
presunto por parte dos gatinhos!

- Você é fantástica, está sempre a surpreender-me, pela positiva como é óbvio.
Agora dedicou-se a criar felinos, você é terrível! Sempre muito à frente! Conte-
me mais coisas, sabe que prezo muito em saber de sí...

- Esse prezar não me soa de todo confidente, visto jamais ser constante...

- Você diz asneiras com muita facilidade, sabia?

- Lá porque uma verdade cheira a frieza, não quer de todo significar que seja
uma falácia...

17 fevereiro 2010

Nada mais que a verdade.

Jamais me esquecerei das tuas ultimas palavras.
Jamais me esquecerei do teu sorriso que as acompanhou.

Jamais me esquecerei como essa verdade naquele momento se tornara a minha mentira.
E jamais me esquecerei do quanto precisei dessa verdade na semana seguinte...

Tantas saudades tuas, Avô.
Tantas....