11 dezembro 2011

E de repente tudo muda, sem nunca nada ter mudado, na verdade.

Nenhum comentário: