16 junho 2013


Amores fazem-se em histórias.
Tal como um livro, levam capa e contracapa. Um tu e um eu por entre quais se deixa um aglomerado de letras para mais tarde se tornar lembrança.
Há corações que se deixam ficar por um só livro até a vista se cansar. Há outros que precisam de ler várias histórias e mesmo pequenos contos até encontrarem as linhas certas, que os fazem não querer ler nada mais.
E é assim que, como um manso pousar de pena, deito a última página deste livro. Soube-me a um despertar de sol leve.


Afinal, tenho ali um novo, bem brilhante, para desfolhar.

"Au Revoir"

Nenhum comentário: